É possível ser mais produtivo?

O mercado de advocacia cresce anualmente, e cada vez mais, os profissionais que desejam conquistar seu espaço precisarão delinear metas e estratégias para tanto. Um plano de crescimento passa pela execução de determinadas etapas da melhor forma possível. Dentro desse cenário competitivo a questão da produtividade é um diferencial.

Mas o que é ser produtivo? O que é a produtividade? É a relação da capacidade de produção com o tempo. Este conceito pode se referir a uma empresa, a um time ou mesmo a uma pessoa. Enfim, qualquer sujeito que atua em prol de algum resultado. Uma definição bastante completa é descrita pela TOTVUS (1): “a produtividade no trabalho pode ser definida como uma relação entre o que foi produzido e os recursos utilizados para chegar a esse objetivo. É com ela que medimos a eficiência da produção do trabalho.” E claro, é o atingimento das metas com qualidade.

O conceito surgiu desde que o ser humano pôde executar atividades de produção, ou seja, desde a pré-história. O termo, no entanto, só apareceu a partir de 1766, com o economista francês François Quesnay. Em meio a isso, entre os anos de 1760 e 1840, ocorria a revolução industrial e a humanidade passava por uma transição radical. Surgiram novos processos de manufatura no período em que métodos de produção artesanais foram substituídos por produção por máquinas, fabricação de novos produtos e novos processos de produção surgiram, com maior eficiência da energia da água e uso do carvão. A Revolução Industrial foi um divisor de águas na história e quase todos os aspectos da vida cotidiana da época foram influenciados de alguma forma por esse processo. A ideia da produtividade foi difundida e chegou à Inglaterra naquele período, praticamente no auge da revolução industrial. Os donos das fábricas começaram a exigir que os funcionários mais produtivos fossem copiados pelos demais, o que gerou tensão.

O ápice do modelo de produção em série e em massa surgiu em 1908, com o americano Henry Ford. Além de implantar um sistema de linha de montagem, ele diminuiu a carga de trabalho para oito horas diárias e dobrou os salários. Este sistema começou a declinar a partir de 1970, principalmente pela competitividade que surgiu no Japão, baseada em descentralização de decisões, trabalho em equipe, alta qualificação e regimes flexíveis, com o objetivo de eliminar o desperdício.

Na atualidade, a forma de encarar o trabalho mudou radicalmente com o uso da tecnologia. Os computadores e celulares ligados à internet deveriam nos ajudar a sermos mais produtivos, mas não é bem assim. Na era pós-pandemia as demandas foram modificadas e se multiplicaram, e a pressão por sermos mais produtivos aumentou. A questão é que toda essa pressão bem como a corrida atrás do tempo perdido comprometeu nossa tranquilidade. Ser produtivo não quer dizer que precisamos trabalhar mais nem sacrificar nossos momentos de lazer.

Ser produtivo é fazer mais com menos, planejar e executar as nossas tarefas dentro do mesmo período, sem stress ou sacrifícios da vida pessoal. Antes disso, devemos enxergar nossos limites e contar com técnicas que nos ajudem a controlar a sobrecarga do stress que a demanda por produtividade exige. Penso que devido a isso, todos nós precisamos aprender a trabalhar com eficiência para cumprir as tarefas necessárias dentro do tempo estipulado. Várias ferramentas podem nos ajudar a ter uma vida e trabalho mais produtivos. Quem nunca usou os famosos Post-its® coloridos? Esta é uma dentre várias ferramentas de fácil utilização na execução de tarefas, pois reduz o nível estresse ao retirar da mente o que precisa ser feito, seja em casa ou no trabalho!

Lembremos que nosso ambiente de trabalho precisa ser um local confiável e propício ao desenvolvimento de novas ideias e soluções, senão corremos o risco da estagnação. Estamos com sobrecarga de trabalho? Muitas tarefas a cumprir? É imperativo que liberemos nossa mente para o que realmente importa, e sim é possível sermos mais produtivos. E como dizia o escritor Gustave Flaubert: “Seja constante e bem-organizado na vida, para que possa ser impetuoso e original em seu trabalho”. Esse é um excelente pensamento sobre produtividade!


Artigo da consultora Luz Alba Fornells






1- Blog TOTVUS> Cálculo de produtividade: Entenda o que é e como fazer (https://bityli.com/dDqqP):

Em Destaque
Recentes
Arquivo
Siga
  • Facebook Basic Square
  • LinkedIn Social Icon